Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Textos de apoio das aulas do 8º Ano - IV

Mäyjo, 15.03.09

ORGANIZAÇÃO INTERNA DAS CIDADES / DIFERENCIAÇÃO FUNCIONAL DO ESPAÇO URBANO

Como se “arrumam” as cidades.

Nada se localiza ao acaso, cada “coisa” no seu sítio!

 

As cidades actuais identificam-se, fundamentalmente, por duas características:

• intensa aglomeração de população que aí reside e/ou trabalha;

• grande concentração e variedade de actividades que nela se exercem.

Apesar da sua grande diversidade, as actividades podem associar-se tendo em conta o tipo de necessidades que satisfazem à população, designando-se então por funções urbanas.

Função urbana: conjunto de actividades exercidas no interior de uma cidade que satisfazem determinadas necessidades da população. As mais frequentes são as funções: comercial, de serviços, industrial e residencial.

Deste modo, em todas as cidades é possível considerar várias funções que se concretizam em diferentes locais ou edifícios. Destas as mais representativas são:

Funções urbanas

Actividades/locais característicos

Residencial

Blocos de apartamentos, vivendas

Comercial

Lojas, tabacarias, pastelarias…

Industrial

Fábricas

Serviços

Pessoais

Cabeleireiro, cartório

de Saúde

Consultório, centro de saúde

Político-administrativos

Câmara Municipal, repartição de Finanças

Financeiros

Banco, seguros, bolsa

Religiosos

Igreja/catedral

Turísticos

Museu, monumento

Culturais/universitários

Universidades

Nem todas as localizações são vantajosas para cada uma destas funções porque:

• as características do espaço pretendido são diferentes de uma para outra;

• o modo como satisfazem a população depende do local onde se instalam.

 

Assim, o que normalmente acontece é que as actividades que têm alguma afinidade entre si, ou seja, que pertencem à mesma função urbana, têm localizações próxima e dão origem a que determinadas áreas da cidade se apresentem, sob o ponto vista funcional, mais ou menos homogéneas, são as áreas funcionais.

Área funcional: espaço, no interior da cidade, onde predomina uma determinada função urbana.

 

Em todas as cidades as áreas funcionais são semelhantes:

·   áreas industriais — espaços situados na periferia com infra-estruturas destinadas à implantação de fábricas e armazéns;

·   centro, CBD ou Baixa — área da cidade com forte acessibilidade, preferida para a localização do comércio e serviços;

·   áreas residenciais — espaços onde se concentram edifícios de habitação.

CBD (Central Business District): área funcional da cidade com uma forte concentração de comércio e serviços onde, por isso, aflui muita população e o preço do solo é muito elevado.

Comércio: actividade que permite a aquisição de produtos em troca de um valor monetário. Por exemplo, um supermercado.

Serviço: actividade que permite a satisfação de uma necessidade da população, pode ser em troca de um valor monetário, por exemplo, um cabeleireiro, ou um serviço grátis, por exemplo, uma repartição de Finanças.

Acessibilidade: maior ou menor facilidade com que se atinge um lugar a partir de outros.